Residencial Barcelona

Amapá registra redução de 25% nos casos de crimes violentos em 2019

A Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp) registrou queda de 25% de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) em 2019, em comparação ao ano anterior. Os dados são referentes ao período de 1º de janeiro a 31 de dezembro. O relatório anual, divulgado pela secretaria, considera para esse levantamento quatro modalidades de crimes, são eles:

  • Homicídio: 23.91% de redução, com 226 no ano passado e 297 em 2018
  • Latrocínio: foram 15 casos em 2019, enquanto o ano anterior teve 19
  • Lesão corporal seguido de morte: a queda foi de 47%, com 19 casos no ano passado e 36 em 2018
  • Feminicídio: este foi o único crime do balanço que teve aumento. Foram quatro mortes em 2018 e sete em 2019

De acordo com o titular da Sejusp, Carlos Souza, o saldo positivo é resultado de investimentos planejados do Governo do Estado, que vem fazendo no setor, ações integradas das forças policiais e fortalecimento do serviço de inteligência. “2019 foi o ano de mudança, com captação de recursos, investimentos em todos os setores, chamada de mais efetivos dos diversos concursos públicos, aplicação de uma gestão por resultados, atuação conjunta das forças e um serviço de inteligência efetivo contra o crime organizado”, ressaltou o secretário.

Em relação a violência contra a mulher, crime que três casos a mais na comparação, Carlos Souza explica que é mais complicados para a segurança pública evitar, devido a impossibilidade de atuação dentro do lar. “Em sua maioria esses crimes contra a mulher são passíveis, causados pelo companheiro que não aceita o fim do relacionamento. Infelizmente não temos como monitorar, já que acontece no seio familiar. O importante é reforçamos que a mulher deve buscar ajuda, denunciar e se afastar do agressor”, alertou.

Investimentos

Em 2019, o Governo do Estado conseguiu um feito inédito, captar mais de R$ 136 milhões para investimento exclusivo na Segurança Pública, provenientes do tesouro estadual, convênios com o Ministério da Justiça/Senasp e emendas parlamentares de bancada e individuais. “Os investimentos continuam, e este ano vamos fortalecer ainda mais nossas ações”, acrescentou o secretário Carlos Souza.

Este ano, 17 novas obras serão entregues às unidades de segurança. Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Sistema Penitenciário e Polícia Técnico-Científica (Politec) ganharam reforço com 93 novos veículos, além de armamento e equipamentos diversos.

Reforço humano

Com o anúncio de novos concursos públicos, o ano de 2017 foi um divisor para a segurança pública do Amapá. O Governo do Estado investiu em recursos humanos para ampliar os quadros efetivos da Polícia Militar (PM), Polícia Civil, Sistema Prisional e Politec. Juntos, são mais de 1,2 mil novos servidores que vão atuar nesses órgãos.

O maior efetivo é para a PM, com mais de 580 novos policiais. Na Polícia Civil, entre delegados, agentes e oficiais, foram convocados 470. Na Politec, 25 especialistas, entre médicos legistas e peritos, vão reforçar as equipes. Ainda este ano serão chamados os aprovados no Iapen, que passarão pelo curso de formação.

Com equipes reforçadas, somado ao investimento de mais de R$ 136 milhões na Defesa Social, o Estado avança no combate aos crimes e na proximidade com a população, garantindo maior segurança.

- Publicidade -

- Publicidade -

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...