Amapá reduz crimes violentos em quase 80% em setembro

Investimentos estruturantes do Governo do Estado e ações estratégicas dos órgãos da Segurança Pública são os principais fatores do resultado positivo.

Da Redação

O Amapá registrou queda de 79,31% no índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) do mês de setembro, um dos resultados mais expressivos do país. O levantamento da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) compara os dados de 2022 com o mesmo período do ano anterior e atribui ao mês a sexta redução consecutiva, marcando tendência consistente de redução da criminalidade violenta.

O secretário da Sejusp, Cel. Carlos Souza, atribui o desempenho ao pacote inédito de investimentos do Governo do Amapá no setor, que já investiu mais de R$ 323 milhões na reestruturação da Segurança Pública por meio do programa Estado Forte, Povo Seguro.

O secretário também relembrou o conflito entre organizações criminosas ocorrido em setembro de 2021, que tiveram como resposta o conjunto de estratégias adotadas pelo Estado para a repressão e desarticulação do crime organizado, com a ampla integração das forças de segurança e ações de inteligência.

“O mês de setembro, em especial, marca 1 ano do conflito entre grupos criminosos e, com a estratégia traçada pela Segurança Pública, reduzimos a violência de forma tão expressiva. Esse é um resultado a ser celebrado por toda a sociedade e uma conquista de todos os operadores da Segurança Pública do Amapá”, enfatizou o titular da Sejusp.

O ritmo de redução também é percebido quando considerados os meses de janeiro a setembro; no período, o ano de 2022 apresentou queda de 34,30% em relação a 2021, com destaque para o índice de homicídios, que reduziu 39,13%.

Os municípios que acumulam as maiores reduções são Ferreira Gomes e Amapá, sem registros em 2022, seguido por Tartarugalzinho (- 83,33%), Santana (- 80%), Oiapoque (- 66,67%), Mazagão (- 50%) e Macapá (- 40,13%).

Vitória do Jari manteve estabilidade, com somente duas ocorrências em todo o ano de 2022. Os municípios de Laranjal do Jari, Serra do Navio, Pracuúba, Calçoene, Pedra Branca e Cutias tiveram aumento pouco expressivo: somados, foram apenas 12 ocorrências a mais em todo o ano de 2022 em comparação com o ano anterior.

Publicidade (x) 

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...