Gove Header

Administrador de hospitais federais debate inauguração do Hospital Universitário

Quando inaugurado, o HU será um importante espaço para desenvolvimento de ensino, pesquisa e extensão para vários cursos da UNIFAP, além de oferecer atendimento à população pelo SUS.

Colaborou: Lana Dantas – UNIFAP

Nesta quarta-feira, 20, o reitor da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Júlio Sá de Oliveira, recebeu a visita do presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), general Oswaldo Ferreira, que cumpre agenda no Amapá esta semana. O dirigente nacional visitou as instalações internas do Hospital Universitário (HU) e sua vinda ao Amapá tem a finalidade de tratar dos últimos ajustes relacionados à manutenção predial do Hospital Universitário para criar as condições de assinatura do contrato de gestão gratuita realizada pela EBSERH, visando o início do funcionamento do Hospital.

A visita do representante federal foi uma solicitação da Bancada Federal do Amapá, que também fez gestões para a realização de um concurso público para a efetiva contratação de mão de obra para tocar a gestão do hospital – que será a maior unidade de saúde pública em todo o estado.

Para visitar o prédio do HU, o presidente da EBSERH foi acompanhado pelo prefeito da Universidade, Raimundo Brazão, pelo coordenador da Comissão de Implantação do HU, Aljerry Dias do Rego, pelo fiscal da obra, Cairo Madureira, e pelo comandante da 22ª Brigada de Infantaria de Selva “Foz do Amazonas” do Exército Brasileiro, Gen. João Roberto Gobert. “O hospital, que eu tive oportunidade de conhecer rapidamente a parte interna, ele realmente é diferenciado como uma obra extremamente técnica, e requer desde já uma preocupação muito grande e principalmente uma ação na parte de manutenção. O hospital está praticamente pronto e ele precisa ter a consideração de que é fundamental esse olhar, nada fica de pé se não tiver a manutenção preventiva da sua parte técnica, tecnológica e operacional, então é uma preocupação grande que nós temos que verificar”, afirma o presidente Oswaldo.

O dirigente da UNIFAP, Júlio Sá, falou sobre os últimos trâmites antes de dar início ao funcionamento do HU. “A vinda do presidente da EBSERH é decisiva, resolverá a questão da cessão do Hospital Universitário para o Centro COVID-19 e finalizará as últimas pendências para colocarmos o HU para funcionar de fato. Estamos na expectativa dessa entrega à comunidade”, aponta o reitor.

“Eu como presidente da EBSERH tenho a responsabilidade no Brasil de fazer a gestão de 40 hospitais, é uma responsabilidade muito grande, e particularmente aqui nós estamos vendo ser erguido o 41º hospital da rede, completamente novo e do zero, isso é algo que nós já sabemos que vai acontecer e a minha vinda aqui tem a ver exatamente com os últimos acertos, que é o início da tratativa de uma maneira firme para criar as condições para assinar o contrato de gestão gratuita deste que será o melhor equipamento de saúde da região, pelas suas características e todo o empenho que estamos fazendo junto com a UNIFAP. Não temos dúvida de que o HU do Amapá nos dará muito orgulho e será um exitoso modelo hospitalar para todo o país”, pontua Gen. Oswaldo Ferreira.

Rede EBSERH

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) tem por finalidade auxiliar na gestão e prestação de serviços gratuitos de assistência médico-hospitalar à comunidade e, principalmente, apoiar a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento da Pesquisa.

O presidente Oswaldo falou da importância da rede EBSERH. “Atualmente nós somos cinco diretorias, e uma fica responsável pelo ensino, pesquisa e atenção à saúde. Esse é o ponto que eu coloco, do valor da rede Ebserh. Ela por si só tem que fazer funcionar todos os hospitais em rede, nós não tínhamos isso antes, cada hospital era uma ilha. Para nós não é por vocação individual de quem está à frente do hospital, é uma obrigação de todos. Ninguém falava em ensino, não existia praticamente conversa sobre ensino e pesquisa, todo mundo era preocupado mais com a atenção à saúde. O hospital universitário é um hospital de ensino por natureza, então isso tem que ficar bem claro, tem que ser um campo de prática para formar profissionais de valor, e servir também para a população, principalmente a população que trabalha dentro da ideia de ser 100% SUS, essa população tem que ser muito bem atendida e aí nós temos que fazer valer aquilo que nos compete, que é ensinar para transformar o cuidar. Esse é o lema na EBSERH”.

O presidente, ainda destaca que, “a EBSERH é MEC, e o hospital é da Universidade, nós estamos aqui para fazer o nosso apoio e se Deus quiser vai dar tudo certo e poderemos fazer valer essa jóia que está sendo colocada aqui a disposição da sociedade amapaense. Minha próxima visita será para inauguração, muito em breve”.

Publicidade (x)
você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...