Residencial Barcelona

Reativação do Consulado da França no Amapá pode ampliar relações bilaterais

Andreza Teixeira – Jornalista

O Consulado da França no Amapá voltou a funcionar nesta segunda-feira, 29. Com a reativação do espaço – que fica no centro da capital -, os amapaenses interessados em obter visto para visitar o país europeu não precisarão se deslocar até Brasília para solicitar o documento. O governador Waldez Góes participou do evento ao lado do embaixador da França no Brasil, Michael Miraillet; do presidente do Senado Federal, senador Davi Alcolumbre; do senador Randolfe Rodrigues, dentre outros parlamentares da bancada federal e membros da delegação francesa.

Para Góes, o momento representa o fortalecimento das relações transfronteiriças já estabelecidas entre o Amapá, no Brasil, e o departamento ultramarino da Guiana Francesa, na França. Além de diminuir a burocracia do acesso ao visto para quem precisa visitar o país vizinho. Ele lembrou que, em 2016, a integração foi ampliada através da inauguração da Ponte Binacional que liga Oiapoque, no Amapá, e Saint Georges, na Guiana Francesa.

Waldez mencionou que, quanto à cooperação da região transfronteiriça, existem responsabilidades dos governos centrais e dos regionais. “Uma das prioridades é ampliar as alternativas de transporte entre o Amapá e a Guiana Francesa. Nós estamos organizando uma chamada pública para a primeira licitação de uma linha rodoviária na fronteira, também estamos tomando providências para a retomada do serviço aéreo”, frisou Góes.

O chefe do Executivo estadual destacou que, em 2018, a parceria entre Governo do Amapá e Embaixada da França no Brasil resultou na inauguração da Escola Estadual Professora Marly Maria e Souza da Silva, primeira escola com classes bilíngues do Amapá. Ainda no campo da educação, o governador lembrou que a Secretaria de Estado de Educação (Seed) está trabalhando para ampliar o ensino da língua francesa nas escolas amapaenses.

Para o embaixador Miraillet, é hora de avançar em temas que são importantes para brasileiros e franceses. “A reativação do Consulado da França no Amapá abre uma janela de oportunidades para a ampliação das relações bilaterais. Agora poderemos avançar para outros assuntos importantes para nós, como transportes, cultura, turismo, educação e cooperação militar”, destacou.

Mirallet frisou que esses assuntos serão discutidos durante a XII Reunião da Comissão Mista Transfronteiriça (CMT) que acontecerá nos dias 3 e 4 de julho, na capital amapaense.

Solicitações de visto

A Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado (Agência Amapá) é coordenadora das ações de relações internacionais entre o Amapá/Brasil e a Guiana Francesa/França. Segundo o órgão, entre abril de 2018 e abril de 2019, cidadãos do Amapá solicitaram uma média de 25 vistos por mês. Os motivos para deslocamento à Guiana Francesa são estudos, questões profissionais e comerciais. O Consulado da França no Amapá funciona na Rua Tiradentes, nº 396, Centro.  Os vistos passarão a ser emitidos em 90 dias com o custo de 60 euros.

 

você pode gostar também
Comentários
Carregando...