Tropical Header 2

Depois de debater com categorias, Aline Gurgel vota contra a reforma da Previdência

Cleber Barbosa, da Redação

A deputada federal Aline Gurgel (PRB/AP) confirmou por meio de uma nota que se posicionou contrária ao texto base da proposta de Reforma da Previdência por entender que ela prejudica trabalhadores e trabalhadoras do Brasil, especialmente do seu estado. “Nesse período em que se discutiu a proposta, lutei junto aos colegas parlamentares de várias frentes para tentar alterar o texto original”, disse a parlamentar amapaense.

Segundo a manifestação de Aline, sua luta era para diminuir os impactos negativos sobre as mulheres, professoras e professores e trabalhadores rurais, o que julga ter rendido ajustes que minimizaram tais impactos. “Nos movimentos da bancada feminina, conseguimos rever a pensão por morte; ampliar a proteção a maternidade e rever os cálculos do tempo de contribuição das mulheres. Nossa luta também resultou na retirada da parte do texto que alterava os atuais parâmetros da aposentadoria rural e do BPC, o Beneficio da Prestação Continuada”, diz a deputada.

Por fim, a parlamentar que está estreando no Congresso Nacional diz que considero ter sido uma vitória parcial, mas o texto que foi aprovado, é uma derrota para os que tem renda média e baixa. “Não decidi sozinha. Meu voto foi resultado de consulta a vários segmentos da sociedade amapaense. Minha decisão foi pautada na vontade do povo do meu estado. Não ficaria em paz com minha a consciência se fizesse diferente. Seguiremos de cabeça erguida, sempre defendendo os direitos das mulheres, dos menos favorecidos e de todos os cidadãos brasileiros. Todas as coisas cooperam para bem daqueles que amam a Deus”, completa Aline Gurgel.

 

você pode gostar também
Comentários
Carregando...