PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
Matrículas abertas para Macapá!

segunda-feira, 12 de março de 2018

Marcivânia diz que Michel Temer ainda pode quebrar promessa e disputar reeleição

A deputata Marcivânia Flexa (PCdoB-AP) em entrevista ao programa Conexão Brasília | Foto: Bruce Barbosa

Lilian Azevedo
Da Redação

A deputada federal Marcivânia Flexa (PCdoB-AP) diz estar desconfiada de que o presidente Michel Temer (MDB-SP) esteja viabilizando disputar a reeleição ao cargo e quebrar a promessa feita quando de sua posse de que não faria isso. Apesar de chama-lo de ‘presidente ilegítimo’, a parlamentar amapaense sustenta ter suspeitas de que atual mandatário máximo do país queira vir travestido como a salvação da direita no Brasil.
Em entrevista ao programa radiofônico Conexão Brasília, em Macapá, Marcivânia diz que o recuo do governo federal em colocar à apreciação do Congresso nacional o texto com a reforma da Previdência, antes prevista para fevereiro, ainda pode acontecer este ano. “Acho que pode ser uma manobra do governo para depois das eleições de outubro, quando acaba a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro, desimpede o Legislativo de votar em proposta de emenda constitucional, e aí coloca-se a reforma na pauta”, diz ela.
Sem meias palavras, a parlamentar santanense diz que após o processo eleitoral estaria estabelecido o cenário perfeito para aprovar a reforma da Previdência, de maneira negociada, seja com quem se eleger, seja com quem não conseguir renovar o mandato. “Em qualquer das situações ninguém teria o que perder em relação à opinião pública e assim teria a possibilidade de negociar questões como sanar dívidas de campanha. E quem for da base teria quatro anos para diluir esse apoio”, alfineta a deputada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário