PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
Matrículas abertas para Macapá!

sábado, 17 de março de 2018

Deputada do Amapá se defende sobre destinar recursos para universidade do Pará

A deputada federal Josy Araújo (PODE-AP) com representantes do MEC e da UFRA
Cleber Barbosa
Da Redação

A deputada federal Josy Araújo (PODE-AP) rebateu neste sábado as críticas que vem recebendo em redes sociais por ter destinado R$ 5,3 milhões de suas emendas parlamentares para a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), que fica em Belém (PA). O assunto rendeu polêmica neste fim de semana, especialmente após a postagem feita pelo professor Rafael Pontes, da Universidade Federal do Amapá (Unifap), quando questionou “para que servem a UEAP, IFAP e UNIFAP?
‪Rafael Pontes, que está licenciado da Unifap por ter assumido a titularidade da Secretaria Estadual da Ciência e Tecnologia (Setec), foi mais além, elevando o tom das críticas. “Quando eu penso que já vi de tudo, vem isso agora. Deputada do Amapá orgulhosa em destinar 5,3 milhões por emenda impositiva para a Universidade Federal Rural do Pará. Isso mesmo, Pará. Será que aqui no Amapá, Unifap, Ueap e Ifap não são capazes de fazer formação profissional?”, indagou o pesquisador.

Outro lado
A reportagem entrou em contato com a deputada Josy, que estava embarcando de volta para Macapá, mas aceitou dar algumas informações por telefone. Ela disse que essa Universidade é a única rural da Amazônia e que recebe muitos amapaenses. “Eu vou levantar esses dados inclusive, sobre quantos acadêmicos são do Amapá e portanto são beneficiados com essa instituição”, disse a parlamentar.
Josy disse ainda que tem sim destinado recursos federais através de sua atuação política na bancada do Amapá, para as universidades localizadas no estado, como o Instituto Federal do Amapá (IFAP) e a própria Universidade Estadual do Amapá (UEAP). “Alocamos mais de R$ 687 mil este ano para o custeio da nossa Universidade do Estado e R$ 150 mil para o IFAP”, disse a deputada.

Extensão 
Falando à nossa reportagem, Josy explicou que não se trata de destinar recursos para universidade A ou B, mas para a formação de jovens amapaenses. "Em uma universidade que é referência para a nossa região e que poderá qualificar a mão de obra amapaense para atender as demandas que a agricultura, a pecuária e o agronegócio em geral irão demandar num futuro muito próximo", disse ela, que diz estar fazendo gestões para que a UFRA abra uma extensão de seus cursos no Amapá.
Em sua página na web, a deputada, de fato, celebrou os resultados do encontro com o ministro da Educação, Mendonça Filho e o reitor da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Marcel Botelho. “Venho trabalhando, desde o início do meu mandato, com a capacitação profissional do povo do nosso querido Amapá. Ressalto aqui que conquistamos recentemente, por meio de emenda impositiva de minha autoria, R$ 5,3 milhões de reais para a UFRA para cursos com esse objetivo, recurso que já consta no orçamento da Universidade. Mais um ponto para a educação e para a formação de profissionais competitivos em nosso Estado”, encerra Josy Araújo.

2 comentários:

  1. Palhaçada isso ... Se elegemos pra cuidar do nosso estado ela vai e cuida de outro como é isso? Kkkk... Fala serio.. Aqui tem muitos q estudam em nosso estado nem por isso destinam renda q poderia ajudar mais seu estado e coloca em outro ....xxxxxxxxxxx......

    ResponderExcluir
  2. Extensão da Ufra no Amapá? Mas no estado já não se tem engenharia florestal na ueap? Agronomia no Ifap e ueap? Saia do passado deputada, a formação superior no estado vem crescendo mesmo cm dificuldades, não perdemos em nada para nem uma universidade do Brasil em se tratando de cursos na área de ciências agrárias, já se foi o tempo que Amapaense precisar ir para Belém estudar. Quando mais ela ela só piora o lado dela

    ResponderExcluir