PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
*Divulgação da atividade parlamentar (Ato da Mesa 43/2009).

segunda-feira, 12 de março de 2018

Capiberibe faz consulta à militância do PSB, mas não define candidatura ao Governo

O senador João Capiberibe (PSB-AP) no evento na sede do partido em Macapá | Foto: Eduardo Neves

Nádia Barbosa
Da Redação

O senador João Capiberibe (PSB) fez um evento no fim de semana em Macapá que oficialmente seria para ajudá-lo a definir seu futuro político, entre uma candidatura à reeleição ou entrar na disputa pelo Governo do Estado. Mas nenhum anúncio oficial foi feito, com o parlamentar e ex governador dizendo que vai esperar mais quinze dias para tomar uma decisão.
Até lá, pelas redes sociais e nas ruas, o partido estará ouvindo a sociedade através de Consulta Aberta. “Essa consulta é necessária porque precisamos construir uma candidatura de baixo pra cima. Tenho disposição e energia para enfrentar o desafio de governar o Amapá, mas essa é uma decisão coletiva. Não me caberia virar as costas para a esperança que brilha nos olhos das pessoas, precisamos de um governo sintonizado com o desejo das pessoas deste Estado, mas essa não é uma tarefa de um homem só, é de todos. Daqui pra frente é necessário ampliar esse debate. Quem se elege com o apoio dos poderosos governa para eles. Nós queremos governar para o povo e construir juntos o caminho da transformação desse Estado”, destacou o senador Capiberibe.
O filho do senador, Camilo Capiberibe, que também já governou o estado, falou como coordenador da Fundação João Mangabeira e destacou que privatizar a CEA e Caesa são práticas de quem apoia o governo Temer e foi enfático: “O PSB entendeu o recado das ruas e não consigo ver outra alternativa para o Amapá que não seja a candidatura do Capi ao governo. Vamos fazer a consulta aberta, ouvir a sociedade e encarar a luta que vai vir pela frente”.
Capiberibe vem relutando de tentar a disputar o Setentrião. Ele havia batido à porta da promotora de Justiça Ivana Cei, ex chefe do Ministério Público Estadual, para que ela abandonasse a carreira jurídica e saísse candidata ao governo. Diante da recusa, o senador voltou a procurar o senador Randolfe Rodrigues (Rede), tentando tira-lo da disputa por uma das duas cadeiras do senado e concorresse a governador. Falando à reportagem, Capiberibe até brincou com a situação. “Fui em busca do novo de que tanto se fala na política, mas a conclusão que chego é que o novo será eu mesmo”, completou o ex governador do Amapá por dois mandatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário