PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
Matrículas abertas para Macapá!

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

SAÚDE | Flagrantes de descaso e desumanidade em posto de saúde de Macapá

Funcionário da limpeza manuseia lixo hospitalar sem nenhuma proteção no posto de saúde | Arte: Bruno Gabriel
Cleber Barbosa
Da Redação

Pacientes e seus familiares denunciam verdadeiros absurdos ocorridos em um posto de saúde na periferia de Macapá, durante a noite do último sábado (17), na zona norte da capital. Foi na UBS Marcelo Cândia, que curiosamente é uma das que foi reformada na atual gestão municipal. Leitos sem cobertores, cadeiras rasgadas, além de outros equipamentos em mau estado de conservação e até enferrujados eram usados pela até esforçada equipe de enfermagem.
Em fotos enviadas à nossa Redação, essas pessoas demonstraram indignação. Mas o maior absurdo foi ver em que condições o único funcionário da limpeza trabalhava. Sem nenhum EPI (equipamento de proteção individual) ou mesmo uniforme, ele percorria de sandálias de dedo o local, fazendo faxina nas instalações da unidade de saúde com uma roupa pessoal, sem luvas, botas, avental e ainda manuseava o lixo hospitalar sem nenhuma proteção – uma afronta a regras de segurança do trabalho.
Também havia reclamação em relação a moscas, mas os familiares de pacientes disseram que nem adiantava pedir apoio, pois as equipes de limpeza dizem simplesmente não haver material de higienização, uniformes e até os salários estão atrasados. A nossa equipe foi pessoalmente à UPA administrada pela Prefeitura de Macapá, para checar a veracidade das imagens. Era tudo verdade, infelizmente.
Segundo algumas pessoas que aguardavam atendimento, as equipes de enfermagem e a maiorias dos médicos até presta um atendimento aceitável, mesmo com todas as limitações. “Com raras exceções, de médicos que atendem a gente com a porta aberta, muito rápido e em alguns casos sem sequer olhar na cara da gente, imagina nos examinar”, disse uma senhora.

Flagrantes
A cadeira de rodas tem o encosto amparado por ataduras; suporte de soro totalmente enferrujado
A cadeira para aplicação de injeções tem o apoio de braço todo rasgado; servidor da limpeza de sandálias e sem luvas
Na sala de espera, o estado das cadeiras para pacientes e familiares dispensa comentários | Fotos: Cleber Barbosa
Outro lado
A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Macapá, por meio de telefonema ao coordenador de comunicação, Diniz Sena. Ele se disse surpreso com as informações, pediu o envio das imagens para comprova-las e disse que acionará a Secretaria de Saúde da PMM para pedir providências. Ele também disse que a unidade Marcelo Cândia realmente passou por reforma na atual gestão, mas que não foi uma intervenção completa. “Como a gente vem fazendo agora em outras duas unidades da capital”, completou o assessor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário