PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
Matrículas abertas para Macapá!

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

SAÚDE | Senador diz ter garantias de ministro para alocar R$ 60 mi para Hospital

O Hospital Universitário  está cada vez mais próximo da população. Na manhã de hoje, 28, o senador Davi Alcolumbre (Democratas/AP) em audiência com o ministro da educação, Mendonça Filho obteve a liberação de mais R$ 60 milhões de reais para a conclusão da obra que será entregue até 2019, antes, inclusive do prazo previsto.
No total, o HU, vinculado à Universidade Federal do Amapá -Unifap, custará aos cofres públicos federais, R$ 190 milhões de reais oriundos de emenda impositiva da bancada federal e oferecerá uma infraestrutura com capacidade de atendimento superior em três vezes o Hospital  Alberto Lima. Serão 240 leitos de internação e 60 leitos para UTI de média e alta complexidades, 800 consultas diárias, 10 salas de cirurgia, heliporto e a integração do estado à rede de transplante da região Norte.
O HU poderá ser considerado a maior obra de saúde pública até hoje realizada no estado e atenderá diariamente cerca de mil pacientes. Na última semana, o ministro esteve em Macapá visitando as obras do Hospital e já havia reiterado o apoio do governo federal para agilizar o quanto antes a conclusão da obra que será referência no estado. “ Visitei as obras quando estive em Macapá, a convite do meu amigo senador Davi  e assumi o compromisso de aumentar o ritmo das obras; fico feliz que o Amapá e a região Norte ganhem um atendimento de qualidade tanto na área da saúde quanto da educação, possibilitando à comunidade acadêmica e a população em geral, uma nova realidade”, garantiu Mendonça Filho.

Prazo
Para o senador Davi Alcolumbre, o hospital universitário e a estrutura oferecida irá preencher uma grande lacuna no estado. “Este é um presente para a nossa população e permitirá que as obras continuem avançando e o hospital seja, dentro de um médio prazo, uma realidade no estado. Não é empenho, é o financeiro mesmo dando a certeza de que os recursos não irão faltar e o Amapá terá atendida uma de suas grandes demandas realizadas e acessível à nossa população”, disse ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário