PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
Matrículas abertas para Macapá!

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Deputado Vinícius Gurgel comemora articulação vitoriosa da MP 660

Um dos principais articuladores da tramitação até à aprovação da Medida Provisória 660, que beneficia servidores civis e militares dos ex territórios de Rondônia, Roraima e Amapá, deputado federal Vinícius Gurgel (PR-AP) se emocionou ao comemorar a vitória de uma articulação que levou à aprovação no plenário da Câmara Federal, a MP 660.

O deputado amapaense cumpriu uma agenda corrida, horas antes da sessão. O alcance social da MP 660 foi detalhadamente explicado ao presidente da Casa, Eduardo Cunha, aos líderes dos partidos, à maioria, minoria e à liderança do governo em reuniões com a presença do governador do Amapá, Waldez Goés (PDT), de sindicalistas e demais representantes das categorias dos ex-territórios.

Momentos antes da aprovação, o republicano usou a Tribuna, e fez um apelo às bancadas dos demais estados, em pronunciamento. “Esta casa precisa corrigir uma injustiça histórica com esses servidores. São 12 anos de espera. Peço que nos ajudem a reconhecer esse direito”, disse o deputado.

Segundo ele, “a aprovação da MP também simboliza a diminuição da desigualdade social na Amazônia e, em especial, no Amapá. Pois, segundo o parlamentar, a União está prestes a pagar uma dívida pessoal com estes trabalhadores.

Com a aprovação de novas mudanças na MP 660, o texto foi modificado pelo senado e voltou para reexame na Câmara dos Deputados, onde foi aprovado. Diante disso, ficam assegurados aos policiais militares e bombeiros militares dos ex territórios os mesmos vencimentos aos profissionais do Distrito Federal.

"Gostaria de parabenizar o Congresso Nacional, em especial ao Partido da República, que apoiou a MP 660 reintegrando ao quadro da União, os antigos funcionários dos ex-território, de Rondônia, Roraima e principalmente do Amapá, incluindo bombeiros e policiais militares. Parabéns ao funcionalismo público", declarou o parlamentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário