PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
*Divulgação da atividade parlamentar (Ato da Mesa 43/2009).

sábado, 23 de agosto de 2014

Manifestantes fecham a rodovia BR-210 durante protesto

CAPA1 BR
Manifestantes interditaram na manhã de ontem, 21, a rodovia federal 210, em frente ao conjunto Boné Azul, na zona norte da capital, reivindicando do poder público investimentos em segurança pública, iluminação, pavimentação e recuperação de vias, além de outras pautas.

A interdição da BR-210 provocou quilômetros de engarrafamento. Os manifestantes utilizaram pneus e aterro para obstruir a passagem dos veículos. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar (PM) tentaram negociar a liberação de um dos lados da pista, mas as negociações não haviam avançado até às 11h.

O clima tenso fez com que fosse solicitado reforço policial. Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram deslocados para a região para garantir a manutenção da ordem pública.

“É um ato pacífico e legítimo dos moradores dessa região. Temos aqui, representantes de pelo menos 8 bairros da zona norte que sofrem com o descaso das autoridades”, disse o manifestante Luiz Almeida, 42 anos.

Segundo os próprios moradores, a manifestação foi organizada por comerciantes de bairros como Brasil Novo, Boné Azul, Açaí, Amazonas, Infraero I e II, Jardim Caranã e Ilha Mirim. “Estamos sendo assaltados todos os dias. Pagamos impostos pesados e não temos retorno algum. Das oito avenidas principais do bairro Brasil Novo, cinco estão completamente intrafegáveis. Onde está o dinheiro dos nossos impostos?” questionou o comerciante Julimar Nogueira.

CID1-5 BR

Os manifestantes cobram ainda a iluminação do trecho urbano da rodovia federal, desde o Boné Azul, até o loteamento Amazonas. “Os postes estão ai, mas de nada servem se não tem uma luminária. Todas as noites ocorrem acidentes. As condições da rodovia também oferecem riscos aos motoristas. É preciso que CEA, Dnit e outros órgãos se mobilizem com urgência para resolver essas questões”, declarou a professora Maria Tereza, 38 anos.

“Concordo com a manifestação e acho que tem sido a única forma de alguém olhar pelo povo. Agora, os manifestantes tem que ter bom senso e saber que nós, motoristas, também temos nosso direito de ir e vir e isso não está sendo respeitado”, declarou o entregador de material de construção Ramilson dos Anjos.

CID1-4 BR
A rodovia continuava fechada até o final da manhã. Os manifestantes exigiam a presença de representantes do governo e prefeitura para discutir as reivindicações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário