PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
*Divulgação da atividade parlamentar (Ato da Mesa 43/2009).

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Coluna Argumentos (Diário do Amapá), terça-feira, 11 de setembro de 2012.



Na conta

O gabinete do senador José Sarney (PMDB-AP) informa que o total liberado pela União, neste mês, em convênios para o Amapá, foi de R$ 16.647.540,00 (dezesseis milhões, seiscentos quarenta e sete mil, quinhentos e quarenta reais). Os recursos são para diversas áreas e vieram de diversos ministérios para os municípios de Macapá e Santana.

Nada fácil

O senador Randolfe disse ontem que permanece o impasse sobre as tarifas aéreas para o norte do Brasil. Depois de ouvir companhias aéreas, Infraero, Anac e outros, ficou estabelecido que dá para melhorar, mas o ICMS do combustível tem que baixar, o aeroporto tem que ser reformado e um novo fornecedor de querosene deve surgir.

De cinema

Uma detenta grávida conseguiu fugir do Hospital de Maternidade, em Macapá, ontem à tarde. Até aí, nada de excepcional, não fosse o trabalho que a mulher deu para ser recapturada. Ela correu, despistou os tiras e depois atirou-se no rio Amazonas. Os policiais tiveram que nadar muito até conseguirem alcançá-la.


Distante

Os organismos ambientais fazem festa pelos dez anos de criação do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, no Amapá. O problema é que até hoje as compensações prometidas para a destinação dele como reserva ambiental ainda não chegaram por aqui.

No Estadão

O governo federal está em fase final de estudos para a criação de um grande fundo de pensão para funcionários públicos de estados e municípios. Hoje, os estados e o Distrito Federal têm um déficit previdenciário superior a R$ 1,5 trilhão, informa João Villaverde. “Trata-se de algo impagável”, diz o secretário do Ministério da Previdência Social, Leonardo Rolim.

Vai falar

O juiz federal João Bosco Costa Soares terá oportunidade para uma espécie de “sustentação oral” no caso envolvendo as denúncias que fez sobre os termos de ajustamento de conduta (TACs) entre mineradoras e o MP. Sabe-se que o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em Brasília, decidiu ouvir sua versão antes de julgar o caso, no colegiado.

Avanço

A Assembleia Legislativa inaugurou uma nova mídia para dar transparência aos trabalhos na chamada “Casa do Povo” com a transmissão pelo Canal 19 da sessão de ontem. Presidente Júnior Favacho (PMDB) foi muito cumprimentado por dar continuidade ao processo de investimento em comunicação social na Casa.

Transparência

Fechou o tempo ontem na Assembleia Legislativa entre as deputadas Marília Góes (PDT) e Cristina Almeida (PSB). Elas são assumidamente desafetas e editaram mais um embate, com pedido da ex-primeira-dama para que a colega permanecesse no Plenário para ouvi-la. Foram trocas ásperas de críticas, no campo ideológico, político e pessoal, tudo ao vivo pela televisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário