PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
*Divulgação da atividade parlamentar (Ato da Mesa 43/2009).

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Sarney recebe presidente da Ucrânia e sela acordos

O Brasil e a Ucrânia decidiram criar um fórum permanente de negócios para intensificar suas relações econômicas e ampliar a cooperação entre suas instituições espaciais, com atenção especial aos projetos da empresa binacional Alcântara Cyclone Space (ACS), fruto de anos de negociações entre os dois países. A informação é do presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, em encontro com o presidente José Sarney, no Senado. Para Sarney, trata-se de uma demonstração de avanço nas relações entre os dois países que ultrapassam o campo diplomático para áreas sociais e estratégicas. São relações importantes, acrescentou, ao lembrar que vivem no Brasil 500 mil descendentes de ucranianos, formando a terceira maior comunidade da nacionalidade no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e do Canadá.
O presidente Sarney destacou a parceria entre os dois países na empresa binacional Alcântara Cyclone Space (ACS), criada em 2007 para atuar na área de lançamento de satélites. Até 2013, devem ocorrer os primeiros testes para lançamento de foguetes. O encontro entre os dois aconteceu depois da visita de Yanukovych à presidente Dilma Rousseff. Em declarações anteriores à imprensa, o presidente ucraniano disse que o projeto da ACS de recuperação do Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão, ganhou prioridade do seu governo na área. Os trabalhos de construção de equipamentos espaciais na Ucrânia foram retomados e acelerados, de modo que a não apenas a Base de Alcântara do Maranhão esteja montada, mas também o foguete espacial ucraniano Cyclone-4. A perspectiva é que em 2013 esteja pronto para lançar um satélite estratégico a ser utilizado pelos dois governos, conforme acertado entre os países. No Senado, Yanukovych acrescentou que o projeto está saindo do papel para se tornar realidade.
O futebol ou "a cultura brasileira da alegria" – nas palavras de Sarney – acabou fazendo parte da conversa, "um momento de descontração e fraternidade". O presidente da Ucrânia disse estar satisfeito com o desempenho de jogadores brasileiros que atuam no futebol ucraniano. Citou os jogadores Jadson e Fernandinho, que jogam no Shakhtar Donetsk, e que foram convocados recentemente para a seleção brasileira. Também presentes ao encontro – que aconteceu no Salão Nobre do Senado - os senadores Humberto Costa (PT-PE), João Durval (PDT-BA), Wilson Santiago (PMDB-PB) e Zezé Perrela (PDT-MG) e as senadoras Ana Amélia (PP-RS) e Marta Suplicy (PT-SP).

Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário