PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
*Divulgação da atividade parlamentar (Ato da Mesa 43/2009).

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Dalva Figueiredo avalia viagem a Laranjal do Jari

Ao visitar o sul do Amapá no último final de semana (2), a coordenadora da bancada federal, deputada Dalva Figueiredo (PT-AP), se reuniu com castanheiros, líderes sindicais e mulheres artesãs. Categorias organizadas que geram emprego e renda na região e dão exemplo de empreendedorismo e sustentabilidade.
A cooperativa Mista Extrativista Vegetal dos Agricultores de Laranjal do Jari (COMAJA) completou 25 anos. Já é referência nacional e internacional na exploração sustentável e beneficiamento da castanha do Brasil. Eliseu Viana, presidente da organização, percorreu vários países apresentando o resultado da cooperativa que atualmente produz 2.500 quilos de castanha por dia, gerando mais de 120 empregos diretos. “Acreditamos no nosso sonho, mas nunca foi fácil. Trabalhamos muito! Temos a segunda maior folha de pagamento de Laranjal do Jari e construímos a primeira indústria de castanha do Estado”, orgulha-se.

Toda a produção da COMAJA tem certificação orgânica, o que lhe abriu as portas do mercado externo. “Agora precisamos de apoio para construir uma cozinha experimental e ampliar nossa capacidade com novos produtos”, explicou Eliseu que trabalha na cooperativa desde 1989. Dalva renovou compromisso em alocar recursos para construção de uma creche que atenderá os filhos das castanheiras, bem como para a construção da cozinha. “Precisamos fortalecer essas entidades, que dão exemplo de empreendedorismo e transformam sonho em realidade”, disse.
Em Vitória do Jari, a deputada visitou a unidade de beneficiamento de sementes e produção de biojóias da Associação das Mulheres Mães Artesãs – AMARTE. A presidente da entidade, Carmelita Duarte ganhou o prêmio Nacional de Mulher Empreendedora do Sebrae em 2009. “Por ironia, somos mais reconhecidas fora do Estado. Vendemos para redes de lojas em aeroportos e nosso artesanato tem espaço em grandes centros”, explicou Carmelita, que vive uma rotina diária de embarcar em dez conduções para chegar ao trabalho. “Ainda assim não desanimo porque tenho muito orgulho do que fazemos e de ser da Amazônia”, disse.

Dalva comprometeu-se em indicar emenda parlamentar, via Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) para financiar os projetos das mulheres artesãs. Representante do MDA, Nadielson Costa, que também participou da reunião anunciou que a entidade será contemplada imediatamente com uma biblioteca do programa “Arca das Letras”. São 200 livros selecionados de acordo com a necessidade da comunidade.
Outra categoria que contribui para o aquecimento da economia local são os taxistas. Reunidos na área onde pretendem construir a sede própria da Associação dos Taxistas de Vitória do Jari (ATAVIJA), aproveitaram a visita da coordenadora da bancada para reivindicar apoio dos parlamentares. “Quando visito os municípios procuro conhecer todas as atividades que impulsionam o desenvolvimento local. Precisamos apoiá-los, pois dessa forma nascem oportunidades de negócios e emprego”, completou Dalva Figueiredo.

Apoio para educação superior
Dalva visitou as obras do Instituto Federal de Educação – IFAP, campus Cajari. A parlamentar destinou R$700 mil em emenda para equipamentos e modernização do instituto, que terá capacidade de atender até 1200 alunos nos cursos de Meio Ambiente, Secretariado Geral e Informática.

Vereadores pedem esclarecimento sobre a BR 156
Em visita a Câmara de Vereadores de Laranjal do Jari, Dalva esclareceu que o projeto executivo e o licenciamento estão em fase de conclusão. A previsão é que as obras iniciem em agosto de 2012. O investimento, na ordem R$ 500 milhões, proporcionará a interligação do Amapá de Oiapoque ao Laranjal do Jari, com mais 220 Km de vias asfaltadas.
______________
ASCOM/ dep. Dalva Figueiredo
Contatos: 8126 – 6005 e 9967 – 2890
Escritório em Macapá: (096) 3243-0812
Gabinete em Brasília: (061) 3215-3704
Twitter: @DalvaFigueiredo

Nenhum comentário:

Postar um comentário