PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
Matrículas abertas para Macapá!

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Guiana quer fazer negócios com o Amapá, diz executivo francês

Delegação visita distribuidora de alimentos em Macapá
O presidente do Conselho Regional da Guiana Francesa, Rodolphe Alexandre, que comanda uma delegação francesa em viagem a Macapá, disse que existe a disposição daquela comunidade em ampliar a cooperação entre o Amapá e a Guiana France e, mais que isso, fazer negócios com o Estado. O interesse dos dirigentes guianenses seriam na aquisição de alimentos, especialmente carne, frango e pescado brasileiro.
Falando à reportagem, Rodolphe Alexandre se mostrou otimista em que as tratativas entre as autoridades brasileiras e francesas poderão acelerar o processo de estreitamento das relações binacionais. Ele também falou a respeito das barreiras que ainda impedem maior mercantilismo entre o Brasil e a Guiana Francesa. “A França faz parte da União Européia, que dita as regras para a entrada de mercadorias e serviços, então o que o Brasil precisa é adaptar-se a essas regras”, disse o executivo.
Entre essas medidas, estão, por exemplo, regras para o abate de gado de corte. “Não dá para comprar carne em Oiapoque, pois lá nenhum matadouro está adaptado ao padrão exigido pela União Européia”, explica Louis-Roland, oficial do Conselho General da Guiana, uma espécie de deputado estadual, segundo ele próprio definiu. Ele também citou bebidas, como água e refrigerante, que teriam que ter suas medidas adaptadas à União Européia, como a capacidade das embalagens.
O grupo conta ainda com a presença de outras autoridades francesas, como Vincent Niquet, que é secretário-geral da Prefecture de La Region Guyane, tido como o líder executivo do governo francês no Departamento da Guiana. O vice-prefeito de Saint George, Edmard Elfort, descendente de índia Kumarumã, também integra a comitiva.
Na agenda do grupo em Macapá nesta quinta-feira, reuniões com a Comissão de Relações Exteriores da Assembleia Legislativa, com o Tribunal de Justiça do Estado, empresários da Nutriama e com Conselho do Sebrae. Na sexta-feira, a delegação francesa passa o dia em Santana, onde realiza visitas e reuniões no Porto da Companhia Docas de Santana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário